domingo, 11 de maio de 2008

Dia das Mães

Desculpem-me por ficar tanto tempo sem escrever, mais meu computador está estragado, assim eu tive dificuldades de postar, e ainda as terei durante algum tempo. Esse texto devia ter sido postado ontem, mas por motivos de enfermidade (tanto minha quanto do computador) eu não conseui fazê-lo. Espero que apesar de um dia de atro ele traga a devida reflexão.

Eu estava pensando em que deveria esrever. Enquanto pensava ficava pensando no dia das mães, não só na minha mãe, mas no ser mãe.

O ser humano é um ser social, mas quase nenhum relação social é tão profunda quanto a relação como os pais, principalmente a mãe. Sãos pais que nos guiam nos nossos primeiros anos, na formação do nosso caratér e personalidade. Mesmo quando somos criados por outros a influência dos nossos progenitores, devido a genética, é ainda assim forte.

Quantos filhos não tem as mesmas manias dos pais? Ou os mesmos gostos? Somos profundamente ligados e dependentes deles, e eles de nós. As mães ainda tem uma ligação mais forte que a dos pais.

Ela passa nove meses nos carregando dentro de si, sustentando-nos com a sua força. Isso cria um laço que vai até a morte. Elas sempre tem facilidade de nos entender, de ajudar, de dar bronca nas horas certas. Nenhuma mãe é perfeita, mas elas lutam para sê-lo.

A ligação dela com o filho provém de Deus, Deus fez assim e se agrada de quando nós, filhos e filhas, honramos essa ligação, por mais careta que isso possa ser. Devemos obediência, respeito, carinho, atenção, cuidado, e admiração e, principalmente, amor às nossas mães (e pais também!).

Que nessa data pensemos em como estamos com nossas mães e façamos o máximo para dar a elas o que elas merecem, todo o nosso amor!

3 comentários:

Ferraz disse...

Yeah Man!
A gente q tem uma segunda família na igreja até q tem mais gente em quem confiar, mas acima destes e se estes nao existissem apenas nosso Deus e nossas famílias seriam nosso porto.
Só q dentro da família...mãe cara... mãe é um trem q num tem jeito. pai é amigo, mae nao, mae é mae, é otra coisa muito superior
Eu amo minha mãe cara...
agora eu queria deixar com vcs uma reflexão do meu professor d história q bate em alguns pontos com esse comentário: "na história, cada coisa é uma coisa individual"
ABRAÇO
PS.:que comentario ruim mas num podia passar em branco tive q escreve alguma coisa e saiu isso ae

Raul Vitor disse...

"Honra teu pai e tua mãe para que se prolonguem seus dias na terra."

Mandamento com promessa.

Ou seja, precisa dizer mais nada.

hehehe!

Flws!

Tássya disse...

Tá desculpado!